SERCOMTEL RECORRE A BRAÇADEIRAS DE AÇO PARA INIBIR FURTO DE CABOS

O número de casos de furtos de cabos da rede de telefonia da Sercomtel Telecomunicações tem crescido de forma expressiva em 2017. De janeiro até hoje, 15, os criminosos furtaram a operadora 104 vezes. Foram 8.702 metros de cabos e um prejuízo R$ 212.781,65 mil.

No mesmo período de 2016 houve prejuízo de R$ 158.239,30, e o número foi de 68 casos de furto na rede, totalizando a perda de 5.570 metros de cabo. A operadora registra boletins de ocorrência em todos os casos.

Segundo o gerente da área de Implantação e Manutenção (EIM), Luis Carlos Bianco, o aumento dos furtos estaria relacionado à situação econômica do país; tráfico e uso de drogas; dificuldade de identificar e aplicar a punição, tanto para quem realiza este delito como para quem compra este material.

Para tentar evitar novas ações, Bianco explica que a Sercomtel tem se dedicado à implantação de braçadeiras de aço na rede para dificultar os furtos.

Onde

“O trabalho se iniciou em maio e o foco principal é a instalação das braçadeiras em pontos da rede que dificultam o corte dos cabos. Os endereços selecionados são os locais em que a Sercomtel tem registrado maior frequência de furtos, como as estações Waldemar Hauer, Santa Mônica, Casoni, Bahia, Coliseu, Santiago, Santa Mônica, em Londrina, e na cidade de Apucarana”, explica.

Apesar da iniciativa tomada para inibir os criminosos, o gerente destaca que a participação da população é fundamental para evitar novos casos. “É muito importante sempre que algum morador presenciar uma ação suspeita, entrar em contato com a polícia e nos ajudar”, acrescenta Bianco. (Com assessoria de imprensa)
FONTE: http://www.telesintese.com.br/sercomtel-recorre-bracadeiras-de-aco-para-inibir-furto-de-cabos/